Paraná

Contas de luz têm redução de até 20% no Paraná após mudança de bandeira tarifária, diz Copel

contas-de-luz-tem-reducao-de-ate-20%-no-parana-apos-mudanca-de-bandeira-tarifaria,-diz-copel
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Segundo companhia, redução será sentida de forma gradativa pelos usuários, dependendo da data de fechamento da fatura. Bandeira passou da cor preta, de escassez hídrica, para verde, que não acrescenta valores adicionais à fatura. Conta de luz vai ficar mais barata
Consumidores do Paraná podem ter redução de até 20% nas contas de luz após mudança da bandeira tarifária, de acordo com a Companhia Paranaense de Energia (Copel).
Desde o último dia 16 de abril está valendo a bandeira tarifária de cor verde, que não acrescenta nenhum valor extra nas contas devido as condições favoráveis para a produção de energia.
Essa bandeira não era adotada desde novembro de 2020.
Consumo de energia elétrica no Paraná tem maior alta do país em janeiro, indica levantamento
No ano de 2021, devido a crise hídrica, as contas passaram pela bandeira vermelha entre os meses de junho a setembro. Nesta bandeira, os consumidores pagaram um valor adicional de R$ 9,49 a cada 100kW/hora consumidos.
Em setembro, a situação piorou e foi adotada a abandeira preta, de escassez hídrica, com valor adicional de R$14,20 a cada 100kW/hora consumidos.
De acordo com a Copel, a redução nas contas de energia será sentida de forma gradativa pelos usuários, dependendo da data de fechamento da fatura.
A expectativa é que a bandeira tarifária permaneça na cor verde até o fim do ano, de acordo com engenheiro eletricista, Alysson Nunes Diógenes.
“Não devemos ter nenhuma alteração até a passagem do inverno. Caso a gente continue tendo ainda algumas chuvas ao longo do ano, devemos seguir com a bandeira verde até o fim do ano”, explica o engenheiro.
Contas de energia podem ter redução de até 20% no Paraná após mudança de bandeira tarifária
Gilvana Giombelli/g1 Paraná
Reajustes em 2022
Em junho deste ano está previsto o reajuste anual das tarifas da Copel, mas o percentual ainda não foi definido, segundo a companhia. Em 2021, o reajuste foi de 8,97% para consumidores residenciais.
Mesmo que a cobrança extra não volte neste ano, a Agência Nacional de Energia (Anel), já apresentou proposta para reajustar alguns valores das bandeiras tarifárias.
Consumo de energia elétrica no Paraná tem maior alta do país em janeiro, indica levantamento; veja o consumo por setor
Em mais de 20 anos de mercado livre de energia, Paraná tem quase 1.600 empresas adeptas ao modelo
Enquanto os novos reajustes não chegam, a autônoma Neide Aparecida de Melo, faz planos com o dinheiro que vai sobrar no orçamento por enquanto.
“Eu pretendo gastar comprando uma roupa, juntar dinheiro para ir no dentista, essas coisas que a gente precisa”.
A mudança na bandeira também animou a dona de uma salão de beleza em Curitiba, Ester Nascimento. Nos últimos dois anos, ela viu a conta de energia dela dobrar de valor.
“A gente teve que repassar esse aumento também para os clientes. […] Com essa redução, a gente consegue investir mais no negócio”, explica Ester.
VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR
Veja mais notícias do estado em g1 Paraná.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima