Paraná

Guarapuava limita público a 70% e recomenda que eventos exijam comprovante de vacinação ou teste negativo para Covid-19

guarapuava-limita-publico-a-70%-e-recomenda-que-eventos-exijam-comprovante-de-vacinacao-ou-teste-negativo-para-covid-19
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Decreto municipal mantém bandeira amarela na cidade, mas com medidas mais restritivas ao setor; mudanças foram determinadas diante da preocupação com os dados epidemiológicos. Guarapuava limita público a 70% e recomenda que eventos exijam comprovante de vacinação ou teste negativo para Covid-19
Divulgação/Prefeitura de Guarapuava
A Prefeitura de Guarapuava restringiu o limite de público em eventos e casas noturnas para 70%, em um decreto, publicado no domingo (23), que também determinou outras medidas diante do avanço de casos da Covid-19.
Segundo o texto, a cidade permanece em bandeira amarela, com novas restrições.
No decreto, o município recomenda que os organizadores de eventos exijam dos frequentadores, na entrada, comprovante de vacinação contra o coronavírus ou teste RT-PCR com resultado negativo de, no máximo, 48 horas antes.
CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias
As mudanças, conforme a prefeitura, foram decididas pela Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com o Comitê de Crise e a Administração Municipal, após análise dos dados epidemiológicos da cidade.
Veja outras medidas previstas no decreto:
Eventos esportivos: distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os frequentadores, uso obrigatório de máscara pelos espectadores durante toda a realização do evento, evitar aglomeração.
Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais coletivos, tais como casas de shows, circos, teatros, museus e atividades correlatas: permitido o consumo de alimentos e bebidas durante a realização do evento, evitar aglomeração.
Casas de festas, de eventos ou recepções, parques infantis e temáticos, salões de festas e churrasqueiras de condomínios: pistas de dança poderão funcionar, desde que em área delimitada, sendo obrigatório o uso de máscaras, sendo proibido o consumo de bebidas e alimentos no espaço destinado para dança, evitar aglomeração.
Mostras comerciais, feiras de varejo, eventos técnicos, congressos, convenções, assembleias, entre outros eventos de interesse profissional, técnico e/ou científico: colações de grau devem ocorrer obrigatoriamente no formato auditório, os frequentadores deverão estar acomodados em cadeiras, respeitando-se o espaçamento de 1 metro entre os assentos, evitar aglomeração.
Casas noturnas (baladas, salões de bailes e atividades correlatas): permitido o consumo de alimentos e bebidas durante a realização do evento; pistas de danças poderão funcionar, desde que em área delimitada, sendo obrigatório o uso de máscaras. Proibido o consumo de bebidas e alimentos no espaço destinado para dançar, evitar aglomeração.
Na cidade, continua proibido o consumo e a venda de bebidas alcoólicas em espaços públicos.
Anteriormente em Guarapuava, segundo um decreto do final de dezembro, estava liberado ao setor de eventos e casas noturnas funcionarem com 100% da capacidade de público projetada para cada estabelecimento.
Festas, congressos, formaturas, baladas e outros eventos podiam ser realizados com a capacidade máxima de público descrita no alvará de liberação e no licenciamento do Corpo de Bombeiros.
Assista aos vídeos mais acessados do g1 PR
Veja mais notícias da região no g1 Campos Gerais e Sul.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima