Paraná

Hidratação na infância: saiba quais os benefícios e as quantidades recomendadas

hidratacao-na-infancia:-saiba-quais-os-beneficios-e-as-quantidades-recomendadas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


A orientação para a ingestão de água na infância varia de acordo com a faixa etária A maior parte do nosso corpo é composta por água. Portanto, a hidratação adequada é fundamental para o funcionamento de todo o organismo, especialmente para as crianças, que estão em fase de desenvolvimento. A lista de benefícios da ingestão de água é extensa. Ela ajuda a regular a temperatura e a pressão arterial, e é importante para os músculos e as articulações.
O consumo de água também está associado ao bem-estar, à saúde da pele e ao funcionamento do intestino. Protege ainda da formação de pedras nos rins e contribui para manter a saúde desse órgão. Faz parte da função do rim controlar a quantidade de água no organismo. Assim, quando tomamos pouca água, esse órgão pode ser sobrecarregado, aponta a nefrologista do Hospital Pequeno Príncipe Mariana da Cunha (CRM Paraná 17.994).
Para que a hidratação seja realizada da forma correta e traga todos os benefícios para a saúde das crianças, a médica ressalta quais são as orientações relevantes:
Os bebês até 6 meses devem ser alimentados apenas com leite materno. A partir dessa idade, o consumo de água passa a ser importante.
A ingestão exagerada de líquidos não é recomendada, porque dificulta o trabalho do rim, podendo diluir algumas substâncias no corpo, a exemplo do sódio. As consequências podem ser sintomas como cefaleia, mal-estar, enjoo e até certa desorientação mental.
Por outro lado, pouca água leva à constipação intestinal, à cefaleia, à dificuldade de concentração, provoca mal-estar, mau hálito, pele seca, além de aumentar o risco de cálculos renais.
A água é o líquido de preferência. A ingestão de sucos e chás pode ser estimulada, mas a recomendação é evitar bebidas com alto teor de açúcar, corantes e conservantes.
Os refrigerantes estão fora da lista de hidratação, pois não são bebidas saudáveis, assim como os produtos com muita cafeína.
Outra bebida que deve ficar longe das crianças são os energéticos, pela alta concentração de estimulantes que não trazem nenhum benefício e podem desencadear arritmias cardíacas.
A Sociedade Brasileira de Pediatria destaca que beber água todos os dias é fundamental para boas condições da saúde infantil. A quantidade ideal varia de acordo com a estação do ano, idade, atividade física e alimentação da criança. Mas recomenda o mínimo de água que deve ser ingerida nas diferentes faixas etárias:
0 a 6 meses – Até os 6 meses, os bebês devem tomar apenas leite materno. Bebês alimentados com leite artificial devem ingerir 700ml de água.
7 a 12 meses – 800ml.
1 a 3 anos – 1,2l.
4 a 8 anos – 1,7l.
9 a 13 anos – 2,4l.
14 a 18 anos – 3,3l.
A especialista do Pequeno Príncipe reforça que estimular as crianças a beberem água é muito importante. Para incentivar os pequenos, hábitos como levar uma garrafinha para a escola e para as atividades físicas ajudam na hidratação diária. É importante destacar que a água precisa ser limpa e filtrada. A água mineral também é segura.
Serviço de Nefrologia
O Serviço de Nefrologia do Hospital Pequeno Príncipe é o único do Paraná a oferecer hemodiálise específica para o público infantojuvenil. Conta, ainda, com uma equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais.
A instituição realiza atendimento ambulatorial e hospitalar a crianças e adolescentes com idades até 18 anos, além de contar com os serviços de hemodiálise, diálise peritoneal e transplante renal. Os pacientes também têm à disposição um ambulatório geral de nefrologia e ambulatórios especializados.
O Pequeno Príncipe é referência em transplantes renais infantis e oferece toda a estrutura necessária para os pacientes em um único local, com exames diversos e profissionais capacitados. Isso facilita e agiliza o diagnóstico e o tratamento dos meninos e meninas que chegam ao Hospital.
Para mais informações seguras sobre saúde da criança e do adolescente, siga o Hospital Pequeno Príncipe nas redes sociais:
Facebook
Instagram
Linkedin
YouTube
Hospital Pequeno Príncipe, especialista em ser completo!
Diretor-técnico: Dr. Donizetti Dimer Giamberardino Filho – CRM Paraná 5647

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima