Resumo do dia: Paraná, sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

resumo-do-dia:-parana,-sexta-feira,-7-de-janeiro-de-2022
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Boa noite! Aqui estão as principais notícias do estado para você terminar o dia bem-informado. Confira o resumo de algumas das principais reportagens e as mais acessadas pelos leitores do g1 PR, nesta sexta-feira (7).
Paraná confirma primeiros casos de infecção simultânea
O Paraná confirmou os primeiros casos de infecção simultânea de Covid-19 e gripe Influenza A H3N2. Os registros ocorreram em Curitiba, Pinhais, na região metropolitana, e em Toledo, no oeste do estado.
Os casos constam no boletim desta sexta da Secretaria de Saúde (Sesa), que monitora os pacientes coinfectados. A pasta informou que eles tem idades entre 10 e 29 anos. Segundo a Sesa, a data de início dos sintomas das três pessoas aconteceu entre 18 de dezembro de 2021 e 2 de janeiro de 2022. Todos já são considerados curados.
Paraná confirma mais 7.074 casos de Covid; 6.838 foram registrados em uma semana
Paraná confirma três primeiros casos de infecção simultânea de Covid-19 e H3N2
Reprodução
Ratinho Junior é diagnosticado com Covid
O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), foi diagnosticado com Covid-19, na manhã desta sexta-feira (7). A informação foi divulgada pelo Governo do Paraná.
Um boletim divulgado pela Agência Estadual de Notícias afirmou que Ratinho está bem e sem sintomas. O governador foi testado após receber a informação que teve contato com alguém que testou positivo para a Covid-19.
O governador ficará isolado em Curitiba pelos próximos dias
Reprodução/RPC
6 universidades públicas do Paraná vão exigir passaporte de vacina
Seis das 11 universidades públicas do Paraná, que iniciam o retorno gradativo das aulas presenciais a partir de segunda-feira (10), confirmaram que vão exigir passaporte de vacina contra a Covid-19 para acadêmicos.
A Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) ainda não decidiram se irão cobrar comprovação da vacina. O Instituto Federal do Paraná (IFPR) não respondeu esta reportagem.
Confira a lista completa.
Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
Alana Fonseca/RPC Ponta Grossa
Mulher é morta a facadas, e marido suspeito é preso
Uma mulher, de 27 anos, foi morta a facadas, em São Mateus do Sul, na região sul do Paraná, na noite de quinta-feira (6). Segundo a Polícia Civil, o marido da vítima foi preso suspeito de feminicídio.
Janaína Pedro dos Santos morreu na frente da casa onde morava com o marido e o filho, de quatro anos, na comunidade rural de Lageado. Vizinhos do casal tentaram separar a briga, mas quando chegaram a mulher estava morta, segundo o delegado Sérgio Luiz Alves.
Janaína Pedro dos Santos tinha 27 anos e foi morta em São Mateus do Sul
Arquivo pessoal/Imagem autorizada
Professora é morta com pedrada no rosto
Uma professora foi morta com uma pedrada no rosto, em Fênix, na região norte do Paraná, na madrugada de quinta-feira (6). Segundo a Polícia Civil, há indícios de que a vítima tenha sido violentada sexualmente. Um suspeito foi preso.
Maria das Graças Roque tinha 58 anos e foi encontrada morta em um terreno da cidade. O corpo da professora foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Mourão, no centro-oeste do estado.
Maria das Graças Roque tinha 58 anos e trabalhava como professora
Polícia Civil
Receita Federal apreende 57 kg de cocaína no Porto de Paranaguá
A Receita Federal realizou, nesta sexta-feira (7), a apreensão de 57 kg de cocaína em um contêiner no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. A droga tinha como destino final a Alemanha.
A cocaína estava escondida em três malas que foram colocadas no contêiner sem o conhecimento do exportador, por meio do método conhecido como rip-on/rip-off. Esta foi a primeira apreensão de drogas realizada pelos servidores do órgão neste ano. Ninguém foi preso.
Receita Federal apreende 57 kg de cocaína no Porto de Paranaguá
Divulgação/Receita Federal
Redução da tarifa do transporte coletivo em Londrina
O projeto de lei do executivo para a redução da tarifa do transporte coletivo em Londrina, no norte do Paraná, é discutido de forma remota pelos vereadores da cidade, nesta sexta (7) e sábado (8).
A proposta é de que a tarifa seja reduzida em R$ 0,25. Entretanto, para isso, o município precisará subsidiar as duas empresas que prestam o serviço, com o pagamento de cerca de R$ 25,2 milhões por ano, com recursos arrecadados em impostos municipais.
Tarifa do transporte coletivo é de R$ 4,25, em Londrina
RPC/Reprodução
Curtas e rápidas
Covid: Curitiba convoca novo grupo para antecipar dose de reforço de 10 a 14 de janeiro; veja cronograma
Curitiba terá 20 Unidades de Saúde exclusivas para vacinar a população a partir de segunda (10)
Confira cronograma da segunda dose da vacina contra a Covid de 10 a 14 de janeiro, em Curitiba
Maringá tornará obrigatório comprovante de vacinação para participantes de eventos
Caminhoneiro que sobreviveu a acidente na BR-277 diz ter visto carro do Deppen fazer ultrapassagem em local proibido
Treze presos não retornam para cadeias de Londrina após ‘saída de fim de ano’
Homem que usava nome falso para se passar por médico se apresenta à polícia no Paraná, diz delegada
Irmãos morrem após poste de energia em que eles faziam manutenção cair em Cascavel
VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR
Veja mais notícias do estado em g1 Paraná.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima