Japurá produz mais da metade de toda a acerola colhida no Paraná, diz SEAB

japura-produz-mais-da-metade-de-toda-a-acerola-colhida-no-parana,-diz-seab
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Cidade, no noroeste do estado, é considerada capital paranaense da acerola. Japurá é a capital paranaense da acerola
Japurá, no noroeste do Paraná, a 50 quilômetros de Paranavaí, já é considerada a capital paranaense da acerola.
Segundo a Secretaria Municipal da Agricultura, a acerola é um dos principais cultivos da cidade e só perde para o milho e para a soja. São mais de cem hectares ocupados para o cultivo da fruta.
A acerola chegou ao município na década de 1980, como conta o coordenador regional de projetos do Instituto de Desenvolvimento do Paraná, Rafael Meier de Mattos.
“Naquele tempo, em virtude de uma empresa que tinha a intenção de se instalar na região, eles fizeram toda uma mobilização com os produtores, com o fornecimento de mudas. Então, esses agricultores compraram as mudas. No entanto, essa empresa acabou não conseguindo se instalar na região e houve uma decaída na produção”, afirma.
Acerola
Valdiney Pimenta on Visualhunt.com
O cultivo só ganhou forças no fim da década de 1990 com a chegada de uma empresa de polpas. Hoje, são três fábricas, principais destinos das frutas.
No ano passado, a produção de acerola do município foi de 1.900 toneladas. É mais da metade de toda a acerola colhida no estado, que somou 3.681 toneladas, de acordo com a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (SEAB).
O faturamento também ficou acima da metade: dos 14 milhões e seiscentos mil reais do valor bruto de produção da acerola no Paraná, os produtores de Japurá foram responsáveis por sete milhões e meio de reais.
Acerola
Arquivo TG
“A acerola achou aqui na região e no município de Japurá as condições próprias para a cultura: um solo um pouco mais arenoso e um índice pluviométrico interessante, com mais de 1600 milímetros de chuva anual. Tudo isso favorece as exigências da cultura”, explica Rafael Meier de Mattos.
O período de colheita da acerola é longo. Os primeiros frutos ficam prontos em setembro. Em um mês, uma nova colheita pode ser feita e a última só acontece, normalmente, em maio. No Brasil, um pé de acerola produz, em média, 80 quilos de fruta por safra. Em Japurá, a média é de 120 quilos.
Na propriedade do agricultor Mauro Aparecido Zani foi registrada uma safra ainda maior. Foi o recorde paranaense, em 2019 no qual um pé de acerola rendeu 147 quilos de fruta.
VÍDEOS: reveja os vídeos do Caminhos do Campo
Veja mais notícias na página Caminhos do Campo.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima