Paraná

Vídeo mostra padrasto agredindo enteado autista e com deficiência, em Guarapuava

video-mostra-padrasto-agredindo-enteado-autista-e-com-deficiencia,-em-guarapuava
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Polícia Civil abriu inquérito para apurar os crimes de lesão corporal, com violência doméstica, praticadas pelo suspeito contra o enteado, e por injúria contra a mãe dele. Suspeito está solto. Padrasto agride enteado com deficiência em Guarapuava
Um vídeo mostra o momento em que um homem agride o enteado autista e com deficiência mental, em Guarapuava, na região central do Paraná. Assista acima.
As imagens foram feitas pela mãe da vítima. Após as agressões, ela procurou a polícia e denunciou o ex-companheiro.
“Esse vídeo estava desde a confecção do boletim ocorrência anexado aos autos, e, com certeza, vai ser um diferencial para a gente comprovar tanto a materialidade quantos os indícios de autoria com relação a esse suspeito”, disse a delegada Ana Hass.
Vídeo mostra padrasto agredindo enteado autista e com deficiência, em Guarapuava
Reprodução/RPC
Caso ocorreu em Guarapuava, na região central do Paraná
Reprodução/RPC
Em depoimento, a mulher contou que o então companheiro já havia agredido o filho dela, de 26 anos, outras vezes. Além disso, ela disse que também sofreu agressões físicas e verbais por parte do suspeito.
De acordo com as investigações, o homem viveu com as vítimas na mesma casa durante 12 anos. Depois de a mãe registrar o boletim de ocorrência, ele se mudou, assim que a Justiça concedeu uma medida protetiva para ela e o filho.
A Polícia Civil abriu inquérito para apurar os crimes de lesão corporal, com violência doméstica, praticadas pelo suspeito contra o enteado, e por injúria contra a mulher.
“Como existe hoje, na situação, uma medida protetiva vigente, e essa medida protetiva se mostra para o momento suficiente, não é necessário, pelo menos por ora, que se fale em tirar esse suspeito de circulação, porque a medida protetiva também é uma medida cautelar que visa garantir a integridade física, integridade psicológica das vítimas”, afirmou a delegada.
14ª Subdivisão Policial de Guarapuava
Reprodução/RPC
O rapaz, vítima de violência, está sendo acompanhado por uma equipe de assistência social e psicológica especializada.
O suspeito está solto e não teve o nome divulgado.
VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR
Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima