Paraná

Polícia investiga servidora municipal suspeita de facilitar furtos de peças de carros em pátio da AMTT, em Ponta Grossa

policia-investiga-servidora-municipal-suspeita-de-facilitar-furtos-de-pecas-de-carros-em-patio-da-amtt,-em-ponta-grossa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Segundo polícia, ela é investigada por peculato. Câmeras de segurança registraram ação de suspeitos no pátio; prefeitura identificou servidora, mas não divulgou o nome. Servidora é suspeita de facilitar furtos de peças de carros de pátio da AMTT
Uma servidora da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT) de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, é suspeita de facilitar furtos de peças de carros que estão parados no pátio do órgão na cidade. A Polícia Civil investiga o caso.
Ela é investigada por peculato, quando um servidor utiliza da posição para subtrair ou desviar bens.
O crime tem pena prevista de até 12 anos.
A ação dos suspeitos dos furtos foi flagrada pelas câmeras de monitoramento da Guarda Municipal. Em uma das imagens, é possível ver um homem mexendo na parte de baixo de um dos carros e depois saindo com peças nas mãos. Assista nas imagens acima.
Ele faz isso mais de uma vez.
Ao mesmo tempo, outros homens são flagrados andando pelo pátio e pegando peças. A presença da servidora é registrada ao lado destes homens, sem impedir que eles façam a retirada dos itens.
“Essa servidora estaria ali no local facilitando a ação, aparentemente isso. Assim que recebemos essa informação, repassamos para o presidente da AMTT bem como para a Polícia Civil para que se investigasse tanto na esfera administrativa quanto criminal a conduta da servidora”, explicou a secretária municipal de segurança, Tânia Sviercoski.
A pasta recebeu um relatório da vigilância do pátio, local que também passou por perícia. A suspeita foi identificada, mas não teve o nome divulgado.
Por isso, a RPC e o g1 não conseguiram contato com ela ou a defesa.
De acordo com o delegado responsável, Fernando Jasinski, a Polícia Civil também trabalha para identificar os três homens que aparecem nas imagens.
“A princípio mais de 10 veículos foram mexidos e retirados peças, dentre as quais catalisadores que são peças mais caras”, afirmou.
Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima