Paraná

Advogado suspeito de decapitar cadela e 4 filhotes para ameaçar madrasta é preso em Curitiba, diz polícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Homem, de 30 anos, foi detido em flagrante na capital paranaense por posse de armas de fogo e munição de uso restrito, de acordo com as investigações da polícia. Briga por herança é apontada como motivação do crime. Cabeças de cachorros decapitados foram deixadas na porta da casa da madrasta em Formosa, goiás
Polícia Civil
Um advogado, de 30 anos, indiciado por maus-tratos a animais pela Polícia Civil de Goiás, foi preso, em Curitiba, na quarta-feira (17).
O homem é investigado por decapitar uma cadela e os quatro filhotes dela, que pertenciam à madrasta, por causa de disputa de herança deixada pelo pai que morreu em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, conforme as investigações.
Ele também foi indiciado por furto qualificado, segundo a polícia, por entrar na fazenda e levar bens da mulher que considerou serem do pai.
Conforme a Polícia Civil do Paraná, o suspeito foi preso em flagrante em posse de armas de fogo e munições de uso restrito.
Investigação
De acordo com a investigação da Polícia Civil de Goiás, as cabeças dos cachorros foram jogadas na porta da casa da madrasta do suspeito, como uma forma de ameaça.
Segundo o delegado, Paulo Henrique Ferreira Santos, que investiga o caso relacionado à herança, o suspeito foi apontado como autor logo após os crimes, mas negava ter decapitado os animais.
“Recentemente, porém, áudios começaram a circular na cidade, nos quais o investigado confirma que matou os animais”, explicou.
No curso do processo, a mulher e o advogado fizeram um acordo extrajudicial para partilha dos bens, no qual constava a desistência de ações penais, conforme explicou a polícia.
“O crime de maus-tratos, porém, não dependem de representação da vítima”, salientou o delegado.
A defesa do suspeito não foi localizada até a publicação desta reportagem.
VÍDEOS: mais assistidos do Paraná
Veja outras notícias da região no g1 Paraná.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima