Destaque, Notícias, Toledo

Aluno Conectado beneficia alunos com deficiência da Escola Shirley Lorandi

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

A tarde desta terça-feira (14) foi bastante especial para um grupo de 12 alunos com transtorno de espectro autista (TEA) e deficiência auditiva (faz uso de implante coclear) da Escola Shirley Maria Lorandi Saurin (Centro). Eles receberam tablets do “Aluno Conectado”, programa que tem o objetivo de colocar a tecnologia a serviço do aprendizado dos alunos da rede municipal de ensino de Toledo, tornando a aprendizagem de conteúdos letivos mais inovadora e atraente para as crianças.

As crianças, com idade entre 4 e 9 anos (do pré ao 5º ano do Ensino Fundamental), atendidas em contraturno pela Sala de Recursos Multifuncionais/Atendimento Educacional Especializado (SRM/AEE) destinada a pessoas com deficiência, TEA ou altas habilidades, receberam os equipamentos das mãos do prefeito Beto Lunitti, dos vereadores Leoclides Bisognin (presidente da Câmara) e Gabriel Baierle e de membros da equipe da Secretaria Municipal da Educação (Smed) capitaneada pela titular da pasta, Marli Gonçalves Costa.  Após receberem instruções do professor Alexssandro Morgenroth, do Núcleo de Inovação e Tecnologias Educacionais (Nite), elas já começaram a brincar nos aplicativos, momento do qual o chefe do Executivo também participou.

Nos próximos meses, os cerca de 10 mil alunos das 36 escolas de Ensino Fundamental/Séries Iniciais de Toledo também receberão o seu tablet, começando pelas turmas de 5º ano e pelas SRM/AEE. Este repasse integra um pacote de investimentos que totaliza mais de R$ 30 milhões (o maior da história do município na área), recursos que serão destinados à implantação de internet de alta qualidade em todas as instituições, bem como à aquisição de equipamentos para laboratórios de informática e de robótica, smart TVs (uma por sala de aula), notebooks (um por professor) e formação docente para os professores utilizarem adequadamente estas tecnologias em sala de aula.

De acordo com a coordenadora de Educação Especial da Smed, Patrícia Fabiane Schnorenberger, o trabalho de entrega de tablets do Aluno Conectado a alunos atendidos pela Sala de Recursos Multifuncionais/Atendimento Educacional Especializado foi iniciado pela Shirley Lorandi e na próxima semana chegará às escolas Anita Garibaldi (Europa) e Ivo Welter (Santa Clara IV). “Incluir estas tecnologias na Educação Especial contribui enormemente para a aprendizagem dos alunos, pois, quando se buscam novas formas de ensinar, as atividades escolares tornam-se mais interessantes e a atenção e o interesse dos alunos crescem”, relata. “A política de inclusão escolar dos estudantes públicos da Educação Especial está se tornando realidade com a implantação de diversas ações. Entre elas, o uso das tecnologias assistivas, a qual tem o objetivo de criar condições para desenvolverem suas potencialidades. É nossa responsabilidade oferecer condições que garantam não só o acesso, mas também a permanência e o sucesso destes alunos na escola”, pontua.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima