Destaques, Notícias, Toledo

Cultura realiza o 3º Ciclo de Formação e Capacitação Produtiva do Artesanato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

A Secretaria da Cultura de Toledo promove, nos dias 2 e 3 de fevereiro (quarta e quinta-feira da próxima semana), o “3º Ciclo de Formação e Capacitação Produtiva do Artesanato em Toledo”. O evento será realizado das 14h às 17h no auditório da Casa da Cultura (Rua XV de Novembro, 1638 – Centro) e ministrado por Emili Drachler, graduada em Marketing Digital pela Universidade do Norte do Paraná (Unopar) e especialista em Especialização em Redes Sociais e Criação de Conteúdo, que abordará a temática “Comunicação audiovisual e Redes Sociais”.

A formação é aberta a todos os profissionais do artesanato de Toledo e as inscrições seguem até sábado (29). Os interessados devem enviar mensagem para o e-mail projeto.tenda@toledo.pr.gov.br contendo, no corpo do texto, suas informações pessoais – nome e endereço completos, telefone para contato e os números de RG e CPF. Para participarem do evento, será obrigatória utilização de máscara e de álcool em gel no local, observando os protocolos de segurança sanitária de combate à Covid-19.

A secretária da Cultura, Rosselane Giordani, pontua que desde o ano passado o segmento do artesanato vem recebendo políticas públicas culturais no intuito de capacitar os profissionais da área. “A ação é importante, uma vez que atua diretamente no desenvolvimento da economia criativa, setor em franco crescimento na economia nacional, que, além de impactar positivamente a economia local, ainda oferece novos nichos no mercado de trabalho”, observa.

Segundo a secretária, estas capacitações visam à formação profissional gratuita a artesãs e artesãos de Toledo, de modo a garantir-lhes, além da renda, a oportunidade de crescimento profissional e ampliação das técnicas de trabalho. “Deste modo, a temática ‘Comunicação Audiovisual e Redes Sociais’ vem ao encontro de uma demanda já apresentada em outras oportunidades com o grupo de artesanato de Toledo em que os profissionais destacaram a dificuldade na construção de portfólios e na elaboração adequada de redes sociais voltadas para a divulgação de seus trabalhos”, relata Rosselane.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima