Município e Copel debatem sobre fornecimento de energia elétrica no interior

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Os constantes problemas no fornecimento de eletricidade no interior de Toledo, sobretudo em Vila Nova, Dois Irmãos e Novo Sarandi, foram debatidos na manhã desta segunda-feira (27) na Sala de Reuniões do Gabinete do Prefeito. Capitaneados pelo gerente local, Alexandre Zulim, técnicos da Companhia Paranaense de Energia (Copel), estiveram no paço Municipal Alcides Donin e explicaram por que a população desses distritos têm sofrido com oscilações e quedas no serviço, e falaram sobre as providências que a empresa adotará no curto e médio prazo.

O convite para o encontro partiu do prefeito Beto Lunitti, que estava acompanhado dos secretários Neuroci Antonio Frizzo (Planejamento), Maicon Bruno Stuani (Infraestrutura Rural) e Jadyr Claudio Donin (Fazenda), bem como do advogado responsável pela Assessoria Jurídica, Alexandre Gregório da Silva. “O fornecimento da energia elétrica não é de responsabilidade do município, mas nos colocamos à disposição para fazer o que for possível para resolver este problema, que tem incomodado e causado prejuízo em várias propriedades do município”, comenta Lunitti. “Minha família mora no interior e vou direto para lá. Nos últimos tempos tenho ouvido queixas a respeito de problemas no fornecimento da energia, que comprometem principalmente os pequenos produtores, aqueles que não têm condições, por exemplo, de adquirir um ou mais geradores”, relata Stuani.

Os representantes da Copel explicaram que a sequência de temporais nos últimos 90 dias trouxe desequilíbrio ao sistema elétrico, sobretudo em Vila Nova, fortemente atingida por todos estes episódios climáticos. Outro ponto que tem prejudicado aquela região é o fato de a subestação instalada no distrito estar dedicando parte de sua tensão para Nova Santa Rosa, município próximo cuja subestação não está conseguindo fazer frente à demanda pelo serviço.

Esta subestação receberá a partir de semana que vem o reforço de mais um transformador, o que contribuirá significativamente para a solução do problema. “Está vindo de Curitiba um equipamento que será instalado em Tupãssi. Assim que isso acontecer, o que está em Tupãssi vem para Nova Santa Rosa e, com isso, acredito que em 15 dias essa questão estará resolvida, pois a unidade de Vila Nova não ficará mais sobrecarregada”, informa Zulim. “Sabemos que Toledo tem o maior VBP [Valor Bruto da Produção Agropecuária] do Paraná e isso não se faz sem o suprimento de um alto volume de energia elétrica. A Copel está atenta a esta questão e tem um setor de inteligência que procura se antever aos problemas. Contudo, o calor e principalmente esses temporais tornaram as coisas imprevisíveis, mas estamos atuando em duas frentes: a de curto prazo, resolvendo problemas pontuais com um mutirão de manutenções e reparos nas redes da região; e a de longo prazo, preparando nossa rede para incremento da demanda”, pontua Zulim.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima