Jovem morta a facadas em Colombo teria sido ameaçada dias antes: ‘Foi premeditado’, diz investigador

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

A jovem Ketlin Vitória Martins Chagas, vítima de um suposto feminicídio neste sábado (25), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, teria sido ameaçada pelo autor dos golpes poucos dias antes do crime. A afirmação é do investigador Luiz Carioca, da Delegacia de Polícia Civil do município, que investiga o caso.

A vítima foi morta, em princípio, com sete facadas. O ex-namorado é o principal suspeito. A motivação seria o fato de Ketlin estar em um novo relacionamento. O rapaz, de acordo com a polícia, teria confessado a autoria do crime em um áudio enviado ao novo namorado da jovem de 19 anos, logo após cometer o ato.

De acordo com o policial, Ketlin teria registrado boletim de ocorrência contra o ex-namorado dela e suspeito do crime há cerca de duas semanas.

“É crime premeditado. O cara já foi ali com uma faca pra pegar a menina. Inclusive, ele já tem boletim de ocorrência. Ela fez boletim contra ele no dia 13/12, ou seja, poucos dias antes do crime, no qual ela relata essa perseguição. Ele foi até o trabalho da mulher, ameaçar ela, dizendo que se ela não fosse dele não seria de mais ninguém” contou o investigador.

Carioca corrigiu a informação inicial, conforme relatos preliminares, de que Ketlin teria sido morta em um pesque-pague no bairro Santa Gema. Na verdade, esclareceu o policial civil, o suposto feminicídio aconteceu do lado de fora do estabelecimento, cerca de 50 metros do portão de entrada do local.

A ex-namorada do suspeito estaria reunida no pesque-pague com os ex-sogros, pais do rapaz, com quem ela ainda manteria um bom relacionamento.

“Ele [o suspeito] não entrou no pesque-pague. Ele a chamou e ela foi até a porta do pesque-pague. Ela queria entrar de novo e ele pegou ela pelo braço”, revela Carioca, com base nas investigações da polícia civil.

Segundo o investigador, o ex-casal conversou por um tempo sentado na grama e em determinado momento Ketlin teria decidido sair do local.

“Ela se cansou, levantou, ele levantou em seguida. Já estava ali com uma faca na mão e desferiu golpes nela. E ela foi a óbito” afirmou.

A polícia civil de Colombo segue na investigação do caso e nas buscas pelo suspeito do suposto feminicídio.

Banda B

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima