Mundo

Suprema Corte de Honduras decide que extradição de ex-presidente para os EUA é válida

suprema-corte-de-honduras-decide-que-extradicao-de-ex-presidente-para-os-eua-e-valida
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


A data em que Hernández será enviado para os Estados Unidos não foi informada. Imagem de Juan Orlando Hernandez, ex-presidente de Honduras, em 14 de agosto de 2021
Orlando Sierra/ AFP
A Suprema Corte de Honduras aprovou nesta quarta-feira (6) a extradição do ex-presidente Juan Orlando Hernández. Instâncias inferiores da Justiça haviam decidido, no fim de março, que ele será julgado nos Estados Unidos por narcotráfico.
Os advogados de Hernández então protocolaram uma ação chamada de amparo, que buscava impedir a extradição, citando uma suposta violação dos direitos humanos de Hernández durante o processo.
Leia também
EUA solicitam extradição do ex-presidente de Honduras acusado de receber dinheiro de traficantes de drogas
A data em que Hernández será enviado para os Estados Unidos não foi informada.
Hernández, que governou entre 2014 e 2022 e é acusado de ter ligações com o tráfico de drogas pelo Ministério Público de Nova York.
Hernández deixou a presidência em 27 de janeiro, depois de oito anos no cargo.
Veja abaixo um vídeo de 2017, quando Hernández foi reeleito presidente de Honduras.
TSE diz que atual presidente de Honduras é o vencedor da eleição
Em 7 de fevereiro, o chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, afirmou que Hernández foi incluído em 1º de julho de 2021 na lista de pessoas acusadas de corrupção ou de prejudicar a democracia em El Salvador, Guatemala e Honduras.
Hernández deixou a presidência em 27 de janeiro, depois de oito anos no cargo.
Em 7 de fevereiro, o chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, afirmou que Hernández foi incluído em 1º de julho de 2021 na lista de pessoas acusadas de corrupção ou de prejudicar a democracia em El Salvador, Guatemala e Honduras.
Veja os vídeos mais assistidos do g1

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima