Mundo

EUA anunciam sanções a filhas de Putin e proíbem novo investimento americano na Rússia

eua-anunciam-sancoes-a-filhas-de-putin-e-proibem-novo-investimento-americano-na-russia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Todos os novos investimentos americanos na Rússia estão proibidos. Medidas são parte de resposta ao suposto massacre de Bucha. Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante reunião em Moscou
Mikhail Klimentyev, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP
Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira (6) mais um pacote de sanções à Rússia em resposta à invasão da Ucrânia, incluindo medidas contra as duas filhas adultas de Vladimir Putin, Katerina e Maria, porque afirmam que os familiares escondem a riqueza do presidente russo.
Katerina Tikhonovna e Maria Putina estão na casa dos 30 anos e raramente são vistas em público. Também quase nunca são mencionadas pelo pai. O Kremlin só as identifica pelo primeiro nome.
Os EUA ainda declararam sanções de “bloqueio total” às principais instituições financeiras públicas e privadas da Rússia, Sberbank e Alfa Bank, e informou que todos os novos investimentos americanos na Rússia estão proibidos.
A proibição dos novos investimentos será decretada em uma ordem executiva que será assinada pelo presidente americano, Joe Biden.
Guerra na Ucrânia – voluntários recolhem corpos de civis mortos por soldados russos em Bucha, segundo moradores.
REUTERS/Stringer
A esposa do chanceler do país, Sergei Lavrov, além do ex-premiê Dmitry Medvedev, bem como Mikhail Mishutsin, atual ocupante do cargo, também fazem parte da lista de sancionados.
Algumas das novas sanções já haviam sido anunciadas pela Casa Branca, como a decisão do Departamento do Tesouro de impedir que a Rússia realizasse pagamentos de títulos de sua dívida soberana com dólares sob jurisdição americana, o que deixa o país mais perto de declarar calote.
Papa condena massacre em Bucha com bandeira da Ucrânia nas mãos
A Casa Branca afirmou que as sanções, coordenadas com o G7 e com a União Europeia (UE), são uma resposta às atrocidades que teriam sido cometidas por tropas russas na cidade ucraniana de Bucha, perto de Kiev. Segundo o governo americano, as sanções farão com que a Rússia perca seu status de grande economia e enfrente um profundo isolamento econômico, financeiro e tecnológico.
“Especialistas preveem que o PIB da Rússia cairá até 15% neste ano, eliminando os últimos 15 anos de ganhos econômicos. A inflação já está acima de 15% e a previsão é que acelere ainda mais. Mais de 600 empresas do setor privado já deixaram o mercado russo. As cadeias de suprimento da Rússia foram severamente interrompidas”, afirmou a Casa Branca sobre o impacto das sanções.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima