Mundo

Madeleine Albright: quem foi a refugiada que se tornou 1ª mulher a exercer o mais alto cargo da diplomacia americana

madeleine-albright:-quem-foi-a-refugiada-que-se-tornou-1a-mulher-a-exercer-o-mais-alto-cargo-da-diplomacia-americana
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


A imigrante tcheca foi pioneira ao chegar ao posto mais alto da diplomacia americana e foi muitas vezes aclamada como uma ‘defensora da democracia’. Madeleine Albright morreu de câncer aos 84 anos
Getty Images/Via BBC
Madeleine Albright, uma imigrante tcheca que se tornou a primeira secretária de Estado da história dos Estados Unidos, morreu aos 84 anos.
Compartilhar pelo WhatsApp
Compartilhar pelo Telegram
Veterana de longa data em política externa, Albright tornou-se a principal diplomata dos Estados Unidos em 1997, durante o governo de Bill Clinton (1993-2001).
Leia também
Madeleine Albright, primeira mulher a ser secretária de Estado dos EUA, morre aos 84
Madeleine Albright, 1ª secretária de Estado dos EUA, morre aos 84 anos
Muitas vezes aclamada como “uma defensora da democracia”, Albright foi fundamental nos esforços para acabar com a limpeza étnica em Kosovo.
Sua morte por câncer foi confirmada pelo porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.
“O impacto que ela teve é sentido aqui todos os dias”, disse Price. “Ela foi uma pioneira e abriu as portas para grande parte de nossa força de trabalho.”
Nascida Marie Jana Korbelova em Praga em 1937 – na então Tchecoslováquia – Albright era filha de um diplomata que foi forçado ao exílio após a ocupação de seu país pela Alemanha nazista em 1939.
Ela se mudou para os Estados Unidos em 1948, no mesmo ano em que sua família solicitou asilo político, argumentando que não podiam voltar para casa como opositores do regime comunista de seu país. Ela se tornou uma cidadã americana em 1957.
Bill Clinton, então presidente dos EUA, abraça Madeline Albright, então secretária de Estado americana em foto de arquivo
Reuters/Arquivo
Albright passou a trabalhar na Casa Branca durante o governo Jimmy Carter (1977-1981) e mais tarde como conselheiro de política externa de vários candidatos a vice-presidente e presidenciais.
Logo após a posse de Bill Clinton em 1993, Albright foi nomeada embaixadora nas Nações Unidas – seu primeiro posto diplomático.
Seu tempo lá foi marcado por desentendimentos com o então secretário-geral Boutros Boutros-Ghali, a quem ela criticou como “desengajado” durante o genocídio de Ruanda.
Veja os vídeos mais assistidos do g1

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima