Mundo

EUA anuncia envio de US$ 200 milhões em armas e equipamentos à Ucrânia

eua-anuncia-envio-de-us$-200-milhoes-em-armas-e-equipamentos-a-ucrania
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


A medida foi anunciada pela Casa Branca em comunicado divulgado há pouco. Joe Biden anuncia ações contra a Rússia devido à guerra na Ucrânia, na Casa Branca em Washington
Reuters/Evelyn Hockstein
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou neste sábado (12) que os americanos devem enviar mais US$ 200 milhões em “artigos e serviços de defesa” para a Ucrânia, como suporte no conflito contra a Rússia. A Casa Branca informou a medida em comunicado divulgado há pouco. (leia a íntegra do texto no fim desta reportagem)
Uma alta autoridade do governo americano disse à agência Reuters que serão enviados ao país europeu sistemas anti-blindagem, antiaéreos e armas.
LEIA MAIS
AO VIVO: Conflito se intensifica nos arredores de Kiev
Scholz e Macron pedem cessar-fogo imediato na Ucrânia em ligação com Putin
‘Fantasma de Kiev’: o suposto piloto ucraniano que pode ter abatido aviões russos
A decisão eleva o total da ajuda americana para US$ 1,2 bilhão desde janeiro de 2021, segundo a agência. O número passa dos US$ 3 bilhões se considerado o apoio desde 2014 – quando a Rússia anexou a Crimeia.
O reforço vem depois de notícias de que tropas russas avançaram ainda mais em direção à Kiev e estão a menos de 25 km da capital ucraniana. A informação é de um relatório do serviço de inteligência do Ministério da Defesa do Reino Unido, que enviou aviões com equipamentos médicos e ajuda humanitária à Ucrânia.
Por conta do avanço, os planos de evacuação da população de Kiev e dos arredores ao longo deste sábado ficaram comprometidos. Na cidade de Donetsk, autoridades locais também disseram que tropas russas não estão respeitando os corredores humanitários.
Imagens mostram vila de Byshiv totalmente destruída após ataque aéreo russo
Mais cedo, a agência de notícias russa RIA informou que o governo da Rússia está disposto a reabrir o diálogo com os Estados Unidos sobre o controle de armas. De acordo com a agência, o vice-ministro de Relações Exteriores do país, Sergei Ryabkov, declarou que Moscou pode retomar as conversas se Washington estiver disposta a fazer o mesmo.
Ryabkov disse que o contato entre ambos os lados não cessou com a guerra na Ucrânia, mas que o Kremlin não vê sinais de que o governo americano esteja disposto a continuar com o diálogo.
Leia a íntegra do comunicado
Assunto: Delegação de Autoridade sob a Seção 506(a)(1) da Lei de Assistência Estrangeira de 1961
Pela autoridade conferida a mim como Presidente pela Constituição e pelas leis dos Estados Unidos da América, incluindo a seção 621 da Lei de Assistência Estrangeira de 1961 (FAA), delego ao Secretário de Estado a autoridade sob a seção 506 (a )(1) da FAA para direcionar o saque de até um valor agregado de US$ 200 milhões em artigos e serviços de defesa do Departamento de Defesa, e educação e treinamento militar, para prestar assistência à Ucrânia e fazer as determinações exigidas sob tal seção para direcionar tal rebaixamento.
Você está autorizado e orientado a publicar este memorando no Registro Federal.
JOSEPH R. BIDEN JR.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima