Mundo

Rússia e Ucrânia farão 3ª rodada de negociação; veja o que foi acordado até agora

russia-e-ucrania-farao-3a-rodada-de-negociacao;-veja-o-que-foi-acordado-ate-agora
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Países concordaram com a criação de corredores humanitários para a retirada de civis e a entrada de medicamentos nas áreas de conflito; há conversas para um “possível cessar-fogo” durante as evacuações. Aperto de mão na 2ª reunião entre ucranianos e russo nesta quinta-feira (3), em Belarus.
Reuters
As delegações da Rússia e Ucrânia terminaram o encontro desta quinta-feira (3) e concordaram com uma terceira rodada de negociações entre as duas nações em conflito.
Um porta-voz da delegação ucraniana disse que “houve entendimento” entre as duas nações para a criação de corredores humanitários, entrada de provisões e a retirada de civis do país atacado pelos russos.
Imagens divulgadas pelas autoridades mostram os negociadores apertando as mãos na mesa de reunião. Essa é a 1ª vez que isso foi registrado.
O porta-voz ucraniano disse ainda que há um acordo que envolve um possível cessar-fogo temporário durante a retirada de civil em áreas de conflito entre os dois exércitos.
Esse cessar-fogo temporário, entretanto, será costurado em uma terceira rodada de negociações entre os dois países, que já foi acordada, mas ainda não tem data oficial para acontecer, disseram os representantes das duas nações.
O que foi acordado no 2º encontro entre Rússia e Ucrânia :
Criação de corredores humanitários para entrada de provisões e a retirada de civis;
Possível cessar-fogo na região do corredores humanitários
Terceira rodada de negociações entre as duas nações
“Os ministérios da Defesa de Rússia e Ucrânia acordaram em manter os corredores humanitários. Vamos manter a possibilidade de manter um cessar-fogo nos corredores humanitários”, disse o negociador russo Vladimir Medinsky.
“Mais uma vez a Federação Russa reforça que a intenção é manter a paz e paciência nessa situação. Pedimos que a população use esses corredores humanitários e esperamos que isso tudo se resolva logo”, declarou Medinsky.
:

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima