Mundo

Linha do tempo: Putin ataca a Ucrânia

linha-do-tempo:-putin-ataca-a-ucrania
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Veja, hora a hora, o que aconteceu no leste europeu e a reação mundial. Rússia inicia invasão à Ucrânia; explosões são registradas em várias cidades
A Rússia iniciou uma operação de invasão da Ucrânia na madrugada desta quinta-feira (24). O presidente Vladimir Putin anunciou uma ação militar no leste da Ucrânia, onde estão as regiões separatistas que ele reconheceu como independentes. No entanto, rapidamente ficou claro que suas tropas estavam atacando todo o território ucraniano. Ao discursar, o presidente russo fez ameaças e disse que quem tentar interferir sofrerá consequências nunca vistas.
Veja como tudo aconteceu, hora a hora (de Brasília).
A Ucrânia está 5 horas à frente do horário de Brasília. Os incidentes começaram às cinco da manhã — por terra, ar e mar — em território ucraniano, quando era zero hora desta quinta-feira (24) no Brasil.
0h: Putin anuncia a invasão
Presidente Putin anuncia ofensiva militar em pronunciamento televisionado; ele instou os soldados ucranianos a se renderem e voltarem para casa — do contrário, a própria Ucrânia seria culpada pelo derramamento de sangue, e acrescentou que o conflito entre as forças russas e ucranianas são ‘inevitáveis’ e ‘apenas uma questão de tempo’
Reuters
Putin anuncia um ataque em Donbass e pede aos militares da Ucrânia que abaixem suas armas.
O líder russo adverte outros países de que qualquer tentativa de interferir na ação russa levaria a “consequências nunca vistas”.
Na meia hora seguinte, explosões são ouvidas não só no leste ucraniano, mas também em Odessa e Kharkiv.
0h30: Condenação internacional
O presidente dos EUA Joe Biden denuncia o ataque “não provocado e injustificado” de Moscou à Ucrânia, prometendo que o mundo “responsabilizará a Rússia”.
1h: Fuga do aeroporto
O Aeroporto Internacional de Kiev é esvaziado. Explosões são ouvidas em diferentes pontos da capital.
1h30: ‘Invasão em larga escala’
O ministro das Relações Exteriores ucraniano, Dmytro Kuleba, disse que a Rússia lançou uma “invasão em larga escala” da Ucrânia.
O prefeito de Kiev pede aos cidadãos que fiquem em casa.
A Ucrânia fecha todo o seu espaço aéreo.
Aeroporto militar próximo a Kiev é alvo de ataque russo
Arte g1
2h: Rússia define alvos
O embaixador da Rússia na ONU diz em uma reunião de emergência do Conselho de Segurança que a operação militar de Moscou contra a Ucrânia tinha como alvo “a junta no poder” em Kiev.
“Eu queria dizer em conclusão que não estamos sendo agressivos contra o povo ucraniano, mas contra a junta que está no poder em Kiev”, disse Vassily Nebenzia.
“Infraestrutura militar, instalações de defesa aérea, aeródromos militares e aviação das Forças Armadas da Ucrânia estão sendo desativados com armas de alta precisão”, disse o Ministério da Defesa em um comunicado realizado por agências de notícias russas.
Vassily Nebenzia fala em nome da Rússia no Conselho dde Segurança da ONU
Reuters/Carlo Allegri
2h30: Rússia suspende voos
Moscou anuncia a suspensão de voos domésticos perto da fronteira com a Ucrânia até 2 de março.
O ministro da Defesa da Ucrânia diz que unidades ucranianas, centros de controle militar e aeródromos no leste do país estão sob bombardeio intensivo.
3h: Ataque de Belarus
O serviço de guarda de fronteira da Ucrânia diz que militares russos atacaram a partir de Belarus. O país é aliado de Moscou e já ofereceu tropas a Putin.
3h: Lei marcial
O presidente da Ucrânia, Zelensky
GloboNews/Reprodução
O presidente Volodymyr Zelensky, em um breve discurso nacional, introduz a lei marcial em toda a Ucrânia.
O Ministério da Defesa da Rússia diz que atacou a infraestrutura militar nas bases aéreas ucranianas e comprometeu as defesas aéreas da Ucrânia, de acordo com relatos de agências de notícias russas.
3h30: Cidades capturadas
Separatistas apoiados pela Rússia no leste da Ucrânia disseram ter capturado as cidades de Shchastia e Stanytsia Luhanska, na região de Luhansk, informou a agência de notícias RIA.
4h: Russos abatidos
O exército ucraniano diz que derrubou cinco aviões russos e um helicóptero na área de Luhansk. A alegação não pôde ser verificada independentemente.
5h: Avanço por terra
Imagens de câmeras de segurança mostram veículos militares russos vindo pela Crimeia.
5h30: Apelo à população
Kiev faz um apelo pela defesa territorial. O ministro da Defesa, Oleksii Reznikov, diz que qualquer um que esteja pronto e capaz de segurar uma arma pode se juntar às fileiras.
6h30: Zelensky convoca à luta
O presidente ucraniano insta todos os cidadãos que estavam prontos para defender o país das forças russas a se apresentar, dizendo que daria armas para todos os voluntários.
Zelensky também insta os russos a sair e protestar contra a guerra.
7h: Novo ataque
A Ucrânia relata uma nova onda de ataques aéreos.
Carro destruído após ataque em Mariupol, na Ucrânia
Sergei Grits/AP Photo
10h: Toque de recolher
Moradores da capital Kiev se refugiam em uma estação de metrô transformada em abrigo subterrâneo durante o conflito
Valentyn Ogirenko/Reuters
O prefeito de Kiev ordena um toque de recolher e disse que há quatro estações de metrô pelas quais não passam trens que pode ser usadas como abrigos antiaéreos.
13h: Chernobyl
O Ministério de Interior da Ucrânia diz que as tropas russas que invadiram o país vindas da Belarus avançam em direção à região da Zona de Exclusão de Chernobyl.
Até 1986, havia lá uma usina nuclear, mas um dos reatores explodiu, e houve vazamento radioativo por causa do acidente.
A região ao redor da antiga usina não é habitável e é conhecida como Zona de Exclusão.
13h30: Putin reage a sanções
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, diz em conversa com empresários do país que se prepara para responder às sanções impostas pelo Ocidente.
Putin diz aos empresários que “foi obrigado” a tomar a medida de ataque e que “não tinha como agir diferente”. Ele dizque a Rússia segue parte de uma economia global e que não pretende alterar a ordem vigente.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima