Mundo

Aliado de Maduro foi informante de agência dos EUA

aliado-de-maduro-foi-informante-de-agencia-dos-eua
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Alex Saab colaborou com a agência que combate as drogas dos Estados Unidos. Ele é acusado de corrupção. Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em entrevista coletiva em 2021
Jhonn Zerpa/AFP
Alex Saab, um ex–aliado do presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, foi uma fonte secreta da agência de combate às drogas dos Estados Unidos, de acordo com documentos revelados nesta quarta-feira (16) pela Justiça americana.
Saab desviou dinheiro como parte de um acordo para se entregar e enfrentar acusações na Justiça.
Leia também
Empresário próximo de Maduro diz que não irá colaborar com Justiça americana
Os promotores dos EUA afirmam que Saab embolsou cerca de US$ 350 milhões da Venezuela em um esquema que envolvia câmbio controlado pelo Estado. Esse dinheiro chegou a passar pelos EUA, segundo a acusação.
Veja abaixo um vídeo de 2019 sobre sanções que os EUA impuseram a Maduro.
EUA aumentam pressão sobre Nicolás Maduro
Saab foi um dos principais negociadores do governo venezuelano. Os defensores do regime de Maduro afirmaram que os processos que Saab enfrenta nos EUA são parte de uma guerra econômica do governo americano contra a Venezuela. Eles afirmam que Saab tem cidadania venezuelana, e que ele foi nomeado diplomata para negociar ajuda e carregamentos de petróleo do Irã.
Os promotores que investigam o caso já haviam submetido a informação de que ele foi fonte da agência anti-drogas dos EUA em fevereiro do ano passado, mas a informação só foi revelada nesta quarta-feira pelo juiz Robert Scola.
“À luz da cooperação (de Saab) que incluiu informações sobre as propinas que ele pagou, os EUA têm preocupações a respeito da segurança dele e de sua família se essa informação for revelada ao regime de Maduro na Venezuela”, escreveram os promotores.
Veja os vídeos mais assistidos do g1

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima