Canibal da Alemanha é condenado à prisão perpétua

canibal-da-alemanha-e-condenado-a-prisao-perpetua
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Stefan R., um professor de 42 anos, foi considerado culpado de ‘assassinato’ e ‘atentado à paz dos mortos’. Professor Stefan R. condenado por matar e comer um homem na Alemanha
Reprodução/Polícia de Berlim
Um alemão foi condenado à prisão perpétua nesta sexta-feira (7) por um tribunal de Berlim por ter matado, esquartejado e comido um homem de 43 anos que ele contatou online.
Stefan R., um professor de 42 anos, foi considerado culpado de “assassinato” e “atentado à paz dos mortos”.
Dada a gravidade do crime, foram acrescentadas condições à sua sentença que tornam quase impossível qualquer libertação antecipada.
Em 6 de setembro de 2020, a vítima organizou um encontro sexual com o acusado por meio de uma plataforma de namoro.
Stefan R. lhe teria dado um copo com GHB, a “droga do estuprador”, com a qual ele teria perdido a consciência.
O réu cortou o pescoço e o deixou sangrar “porque isso o estimulava sexualmente”, disse o advogado Martin Glage.
Uma vez morto, teria devorado uma parte de seus membros.
A investigação sobre seu desaparecimento levou à descoberta em novembro de 2020 de esqueletos em um parque ao norte de Berlim.
A investigação confirmou que eram os restos mortais do homem desaparecido.
Ao analisar o telefone da vítima, os investigadores conseguiram identificar o taxista que o levou até a casa do réu.
A polícia encontrou vestígios de sangue, outras partes do corpo e vários instrumentos, incluindo uma serra de ossos.
“Havia muito sangue da vítima”, de acordo com Glage. Não há indícios de crime consentido: a vítima “queria sair viva” dali, acrescentou.
Os investigadores revelaram mais tarde que o réu já havia realizado buscas “específicas e detalhadas” em diferentes fóruns relacionados ao canibalismo.
VÍDEOS mais vistos do g1

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima