Morre arquiteto britânico Richard Rogers, cocriador do Centro Pompidou de Paris

morre-arquiteto-britanico-richard-rogers,-cocriador-do-centro-pompidou-de-paris
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Ele tinha 88 anos e foi um dos pioneiros do movimento arquitetônico de “high tech”, que transformou os princípios estéticos para expor os elementos funcionais dos edifícios. Richard Rogers, arquiteto que projetou o Centre Pompidou, em foto de 2010
FRANCOIS GUILLOT / AFP
Conhecido por projetar alguns edifícios mundialmente famosos, como o Centro Pompidou em Paris, o arquiteto britânico Richard Rogers faleceu aos 88 anos.
Criador do Millennium Dome de Londres e de um dos terminais do aeroporto Barajas, de Madri, Rogers “morreu serenamente” na noite de sábado (18), disse o presidente da empresa de comunicação Freuds, Matthew Freud, à agência de notícias Press Association.
Vencedor da edição de 2007 do prestigioso Prêmio Pritzker, Rogers foi um dos pioneiros do movimento arquitetônico de “high tech”, que transformou os princípios estéticos para expor os elementos funcionais dos edifícios.
Fachada do Centro Pompidou de Paris
Joanna Lemańska/Divulgação
Entre outras de suas obras, estão a sede do Lloyd’s de Londres e o Leadenhall Building, conhecido como “cheesegrater” (ralador de queijo) por sua forma peculiar.
Nascido em Florença, na Itália, em 1933, seu pai era médico, e sua mãe, discípula do escritor irlandês James Joyce. A família fugiu da Itália durante a ditadura de Benito Mussolini e se estabeleceu na Inglaterra em 1938.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima