Mundo

Promotoria acusa pais de assassino por negligência em massacre a escola em Michigan; arma foi comprada na Black Friday

promotoria-acusa-pais-de-assassino-por-negligencia-em-massacre-a-escola-em-michigan;-arma-foi-comprada-na-black-friday
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Pai e mãe responderão por homicídio culposo ao ignorar relatos da escola de que o jovem portava munição dentro do estabelecimento de ensino. Adolescente responderá por terrorismo. Gretchen Whitmer, governadora de Michigan, abraça representante do condado de Oakland nesta quinta (2) durante homenagem a vítimas do massacre na Oxford High School
Jake May/The Flint Journal via AP
A promotoria do condado de Oakland, Michigan (Estados Unidos), apresentou nesta sexta-feira (3) acusações formais de homicídio contra os pais do adolescente de 15 anos que abriu fogo em uma escola de ensino médio da cidade de Oxford. Quatro jovens morreram no massacre.
James e Jennifer Crumbley responderão por permitir que a arma, comprada na Black Friday, fosse encontrada pelo rapaz. Responderão também por não retirar o jovem da escola quando os diretores da instituição pediram isso, apenas horas antes do assassinato em massa.
TIROTEIOS NOS EUA
Estudante de 15 anos abriu fogo em escola na Carolina do Norte em agosto
Na Flórida, em maio, criminosos abriram fogo em multidão em salão de festas; 2 morreram
Assassino matou 1 em supermercado no Tennessee em setembro
Tiroteio deixa 3 estudantes mortos em escola de ensino médio em Michigan
Ainda segundo a promotoria, o casal foi negligente ao não fazer nada quando viu a mensagem “sangue para todo lado” desenhada na cadeira do menino.
“Espero que pais e todos os outros tenham humanidade para agir e parar uma tragédia em potencial”, disse a promotora Karen McDonald.
MAPA – Tiros em Oxford, Michigan
g1
Em um episódio relatado pelos investigadores, os professores pegaram o adolescente com munição na escola na véspera do massacre. A mãe, então, enviou a seguinte mensagem: “LOL (risos). Não estou brava com você. Você tem que aprender a não ser pego”.
O assassino, identificado como Ethan Crumbley, responderá por assassinato, terrorismo e outros crimes.
Massacre na Oxford High School
Jovens participam de vigília após tiroteio em escola em Oxford, Michigan (EUA), nesta terça (30)
Paul Sancya/AP Photo
O autor do crime saiu do banheiro na tarde de terça-feira (30) e começou a disparar a esmo na escola Oxford High School, onde estudava. Quatro adolescentes morreram e oito pessoas ficaram feridas, inclusive um professor.
As vítimas do tiroteio são:
Tate Myre, de 16 anos
Hana St. Juliana, de 14 anos
Madisyn Baldwin, de 17 anos
Justin Shilling, de 17 anos
Oxford High School, escola em Michigan, estado dos EUA, onde estudante abriu fogo e matou 3 nesta terça (20)
Paul Sancya/AP Photo
O presidente Joe Biden foi avisado do tiroteio pelas autoridades de segurança nacional e afirmou:
“Meu coração está com as famílias que passam pela inimaginável dor da perda de uma pessoa querida”.
A governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, também lamentou o crime.
“Como conterrâneos, temos a responsabilidade de fazer de tudo o que pudermos para protegermos uns aos outros da violência das armas”, disse.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima