Mundo

61 viajantes vindos da África do Sul testam positivo para Covid na Holanda

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Governo isola os passageiros para descobrir se eles estão infectados com a nova variante do coronavírus, a ômetron. Passageiros esperam por seus resultados do teste de Covid-19 no Aeroporto Schiphol, em Amsterdã, Holanda, em foto do dia 26 de novembro de 2021
Reuters
As autoridades de saúde da Holanda disseram que 61 pessoas que chegaram a Amsterdã em dois voos vindos da África do Sul na sexta-feira (26) testaram positivo para a Covid-19. Todos os passageiros vão passar por testes no início deste sábado (27) para descobrir se alguma das infecções é da recém-descoberta variante do coronavírus, a ômicron.
Cerca de 600 passageiros chegaram ao Aeroporto de Amsterdã em dois voos da KLM na sexta-feira e enfrentaram longas horas de espera e testes devido a preocupações com a nova mutação do vírus, classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como ‘variante de preocupação’.
“Os viajantes com resultado positivo no teste serão colocados em isolamento em um hotel próximo a Schiphol”, disseram as autoridades de saúde em um comunicado.
‘Estamos pesquisando se alguns dos casos são da nova variante de preocupação, a ômicron. Esperamos ter os resultados o mais breve possível’.
Gráfico da ômicron mostra forte alta: especialistas veem risco, mas citam baixa vacinação na África do Sul
O que se sabe sobre nova variante detectada na África do Sul
OMS diz que precisa de várias semanas para compreender melhor nova variante do coronavírus
O governo holandês proibiu todas as viagens aéreas do sul da África na manhã de sexta-feira. O ministro da Saúde, Hugo de Jonge, determinou que os passageiros que já estavam a caminho da Holanda fossem submetidos a testes e quarentena na chegada ao país.
Ômicron: OMS classifica nova cepa do coronavírus como ‘variante de preocupação’
Passageiros dos dois voos da KLM, vindos da Cidade do Cabo e de Joanesburgo, disseram que ficaram horas esperando na pista.
“Aplausos vigorosos pois há um ônibus que veio nos levar … a algum lugar”, tuitou a jornalista do New York Times, Stephanie Nolen, passageira do voo vindo de Joanesburgo.
Posteriormente, ela afirmou que seu teste para Covid deu negativo. “Ônibus para um corredor que chega em uma fila enorme. Eu posso ver testadores de Covid com roupa azul brilhante bem à frente. Ainda sem lanches para os bebês tristes”, acrescentou ela em um segundo tweet.
Um porta-voz das autoridades de saúde em Kennemerland, a região holandesa que supervisiona Schiphol, disse que os casos positivos estavam sendo analisados ​​por um hospital médico acadêmico para determinar se eles são a nova cepa.
A nova variante foi detectada no momento em que muitos países europeus estão lutando contra um aumento nos casos de coronavírus.
O governo holandês também anunciou o fechamento de bares, restaurantes e lojas no período noturno, enquanto tenta conter uma onda recorde de casos Covid, que está sobrecarregando seu sistema de saúde.
VÍDEOS: NOTÍCIAS INTERNACIONAIS

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima