Argentina eleva previsão de crescimento de 8% para 9% em 2021

argentina-eleva-previsao-de-crescimento-de-8%-para-9%-em-2021
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp


Apesar do otimismo, inflação do país está em 52,5% ao ano, de acordo com os dados oficiais. A Casa Rosada, em Buenos Aires; Argentina tem dados preocupantes nas áreas social e econômica
SPENCER PLATT/GETTY IMAGES
A economia da Argentina crescerá 9% em 2021 e recuperará muito do que perdeu em 2020 durante o isolamento social causado pela Covid-19, disse o Ministério da Economia nesta terça-feira (9), uma elevação da estimativa anterior de crescimento de 8% este ano.
A nova estimativa também está acima da previsão de 8,3% de analistas na última pesquisa mensal do banco central argentino.
“Hoje a economia argentina está passando por uma recuperação sólida”, disse um comunicado do ministério, citando o ministro da Economia, Martin Guzmán. “Todos os setores da economia argentina estão crescendo.”
A inflação, porém, está em 52,5% ao ano, de acordo com os dados oficiais mais recentes. Analistas ouvidos pelo banco central esperam que os preços ao consumidor subam 50,3% em todo o ano de 2021.
Argentina congela preços de 1.247 produtos para tentar conter inflação
No domingo (14), os argentinos votarão nas eleições para o Congresso, depois que a coalizão oficial peronista sofreu uma forte derrota nas primárias de setembro. O nervosismo pré-eleitoral contribuiu para uma queda na taxa oficial do peso na segunda-feira, quando fechou em uma mínima histórica de US$ 100,05.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima