To Circulando – Toledo

Toledo e Cascavel se unem para evitar instalação de praça de pedágio entre os dois municípios

O prefeito Beto Lunitti participou, na segunda-feira (16), de reunião entre lideranças políticas e do setor produtivo dos municípios de Toledo e Cascavel. O encontro fez parte da mobilização contra a instalação de uma praça de pedágio na BR-467, entre as duas cidades, e definiu algumas ações conjuntas. O encontro aconteceu na Prefeitura de Cascavel e expôs números e argumentos apontando o prejuízo para a região caso a praça seja implantada.

Lunitti reafirmou a posição contrária do executivo toledano. “Para esta reunião eu levei à posição não só da gestão municipal, mas da sociedade organizada de Toledo, pois antes de nos dirigirmos para Cascavel, nós nos reunimos para entender a posição dos representantes de diversos setores”. O gestor toledano ainda lembrou que juntas, Toledo e Cascavel, detém, respectivamente, o primeiro e o segundo Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Paraná. “Esta praça vai encarecer nossos produtos, tira nossos recursos e coloca no bolso das concessionárias para investir em outras regiões”.

Para o prefeito cascavelense Leonaldo Paranhos, em publicação oficial no site da Prefeitura de Cascavel, os dois municípios têm dado grande contribuição ao Brasil e uma praça de pedágio entre eles seria um entrave para o desenvolvimento. “É uma luta respeitosa, até porque nós temos números, temos argumentos, e eu tenho certeza que esses números, essa defesa organizada haverá de encontrar a sensibilidade do presidente [Jair] Bolsonaro, a sensibilidade do ministro Tarcísio [Freitas] que faz um grande trabalho. A reunião de hoje é para dizer que nós vamos continuar fazendo as nossas conquistas de forma organizada”, destacou.

Ida a Brasília

Uma comissão envolvendo as Prefeituras, Câmaras de Vereadores e entidades do setor produtivo das duas cidades, além de deputados, pretende ir a Brasília para uma audiência com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, apresentar os argumentos regionais contra a praça de pedágio. A comissão pretende ser recebida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Após o encontro de hoje, as lideranças gravaram um vídeo que será encaminhado ao presidente Bolsonaro. A reivindicação é com base em números técnicos e as duas cidades rechaçam o uso político do tema para eventuais campanhas eleitorais.

Fotos: Secom/Cascavel

Receba notícias como essa em primeira mão

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on google
Share on email

Veja Támbem