Destaque, Notícias, Toledo

Servidores municipais, entidades e moradores recolheram 57 toneladas de materiais durante o Ecoponto

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Os moradores da Vila Boa Esperança participaram, junto com servidores municipais de diversas Secretarias Municipais, de uma ação importante para combater o Aedes aegypti. O bairro possui várias notificações de casos suspeitos de dengue, conforme dados da Secretaria de Saúde, e o Ecoponto Itinerante auxilia na diminuição dos pontos de infestação a partir do recolhimento de resíduos volumosos com potencial para se tornarem criadouros do mosquito.

Com o apoio do Hospital Geral da Unimed (HGU), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e do Colégio Estadual Dario Veloso, num trabalho que envolveu aproximadamente 80 pessoas, foram retiradas aproximadamente 55 toneladas de móveis velhos e demais materiais, além de 1,4 toneladas de recicláveis e 250 quilos de resíduos eletrônicos que foram destinados à Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Toledo (Acatol).

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Júnior Henrique Pinto, a realização do Ecoponto auxilia em diversas situações. “Apesar de termos dado mais enfoque à questão da limpeza, por conta da dengue, a ação em si é transformadora para o bairro. Todas as casas foram visitadas, vistoriamos quintais e espaços públicos”. Junior ainda agradeceu a parceria com as entidades participantes. “É um movimento bacana e a comunidade se envolve. Isso é gratificante”, disse.

Durante o trabalho, o prefeito Beto Lunitti destacou o empenho e a presença dos servidores municipais, entre eles secretários, diretores e coordenadores, no trabalho. “São equipes que se somam para mostrar à população que é preciso manter os quintais limpos”. Lunitti ainda agradeceu à comunidade do bairro e aos demais grupos que se apresentaram e contribuíram para o sucesso. “Estamos cuidando na nossa casa maior que é Toledo e ver esta soma de esforços é gratificante”, concluiu.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima