Destaque, Paraná, Toledo

Em clima de festa, Bom Princípio inaugura urbanização neste domingo (29)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Este domingo (29) será festivo para a comunidade de Bom Princípio do Oeste. Para a data, foi reservada para esta data a entrega oficial das obras de urbanização. A inauguração terá dois momentos: um culto ecumênico na Capela Nossa Senhora das Graças às 10h30 e matinê dançante animada pela Banda Savana às 15h no salão da associação de moradores do distrito.

As intervenções urbanísticas em Bom Princípio do Oeste demandaram investimentos na ordem de R$ 5.510.836,05, obtidos por meio do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal e da contribuição de melhorias paga pelos proprietários. O projeto, executado pela Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural de Toledo (Emdur), contempla, entre outras obras, pavimentação (43.996,87 metros quadrados) e recape asfáltico (12.658,74 metros quadrados), e implantação de galerias pluviais (4.721 metros lineares com 400 e 600 milímetros de diâmetro), guias (11.753,92 metros lineares) e bueiros (152 unidades).

Ao todo, 12 ruas serão contempladas com as obras: 25 de Julho, São João, Matelândia, 7 de Setembro, Manuel Ribas, Ipira, Paraná, Conceição, Arapongas, Quatro Pontes, Criciúma e Mara Lúcia. A via principal do distrito, a Avenida 1º de Maio, também receberá 820 metros quadrados de passeio padrão, 1.434,51 metros quadrados de ciclovia, 714,68 metros quadrados de plantio de grama, sete lixeiras e sete bancos de concreto.

Elevado à condição de distrito em 2016, Bom Princípio do Oeste foi por muito tempo a principal conexão com Cascavel, sendo um ponto de passagem, entre o final da década de 1940 e a década de 1950, dos primeiros moradores de Toledo que eram atendidos por hotéis e restaurantes instalados no pequeno vilarejo. “Estas obras fazem justiça à importância histórica desta comunidade. Os moradores aguardavam essa intervenção há muito tempo e agora, além de valorizar seus imóveis, poderão ter mais qualidade de vida, sem sofrer mais com a poeira ou com o barro”, avalia o secretário de Planejamento, Habitação e Urbanismo, Neuroci Antonio Frizzo.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima