Destaque, Outras Notícias, Toledo

Secretaria de Saúde divulga números do Dia D de vacinação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

A Secretaria de Saúde do município divulgou, nesta segunda-feira (02), o balanço do Dia D da Campanha Nacional de Imunização contra a Influenza e Sarampo. Em Toledo, foram administradas 2.842 doses, sendo 1.341 para Influenza, 569 para Sarampo, 623 para Covid-19 e 309 de diversos imunizantes aplicados para pacientes com a caderneta de vacinação desatualizada.

Foram aplicadas 562 doses contra o sarampo (tríplice viral) em crianças (6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias) e sete em adultos. Já para a Influenza foram 557 crianças (6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias), 411 de 5 a 59 anos e 373 para pessoas com 60 anos ou mais. Também foram imunizadas contra à Covid-19 430 adultos e 430 crianças. “É preciso oportunizar a vacina. Durante a campanha, 309 pessoas com algum tipo de imunizante em atraso nos procuraram e aproveitamos para fazer a atualização. Isso foi muito positivo”, comentou a secretária de Saúde Gabriela Kucharski.

A imunização contra a Influenza é realizada em duas etapas. A primeira termina na nesta segunda-feira (02). A partir da terça-feira (03), se estendendo até 3 de junho, é a vez das crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes e puérperas; povos indígenas; professores; comorbidades; pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento e forças armadas; caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Este ano, junto com a vacina da gripe, acontece a campanha de vacinação contra o Sarampo. O intuito é reforçar a necessidade da prevenção tanto contra os vírus respiratórios, quanto para doenças que já foram erradicadas. Esta é a 8ª campanha de imunização contra a doença e busca atingir crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. “Se alguma pessoa não pode ir até uma unidade básica de saúde durante o fim de semana, ainda pode procurar os locais para vacinar-se. É importante que a população entenda a importância de estarem imunizados e manter-se livre de doenças”, comentou a diretora de Vigilância em Saúde, Juliana Beux Konno.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima