Destaque, Política, Toledo

Executivos sul-coreanos visitam Toledo para apresentar produto inovador

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Comitiva formada por executivos sul-coreanos foi recebida na tarde desta quarta-feira (28) para um encontro na Sala de Reuniões do Gabinete do Prefeito que teve como ponto central o K´Arazayme, enzima que facilita a absorção de nutrientes contidos na ração, reduzindo tempos e custos na cadeia produtiva de proteína animal, setor no qual Toledo é referência nacional e internacional de excelência. Patenteado há 20 anos, o produto foi aprovado pelas principais agências reguladoras do mundo, está presente em 40 países, mas no Brasil ainda busca aprovação perante as autoridades sanitárias, pleito que pode ser obtido após os bons resultados em estudos desenvolvidos com aves e suínos por docentes e acadêmicos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

A iniciativa para a realização deste encontro partiu do Instituto Brasil Korea (IBK), que enviou seu coordenador no Brasil (Chan Soo Kim), o coordenador na Coreia do Sul (Sung Hyunkyung) e o advogado responsável pelo Departamento Jurídico da entidade (Ismael Grein). Também fazia parte do grupo o diretor administrativo da Wontex, empresa de Blumenau/SC que representa a K´Arazayme no Brasil, Cristian Stribel.

A administração municipal foi representada pelo vice-prefeito Ademar Dorfschmidt e pelos secretários Jadyr Cláudio Donin (Fazenda e Captação de Recursos), Júnior Henrique Pinto (Desenvolvimento Ambiental e Saneamento), Jennifer Thays Chagas Teixeira (Políticas para Infância, Juventude, Mulher, Família e Desenvolvimento Humano) e Diego Bonaldo (Agronegócio, de Inovação, Turismo e Desenvolvimento Econômico), que veio acompanhado do diretor do Departamento de Indústria e Comércio da pasta, Andriws Todeschini Prestes.

Em compromisso oficial na Capital Federal, o prefeito Beto Lunitti, entre uma agenda e outra, fez uma rápida intervenção via videoconferência e saudou os visitantes. “Sinto muito e peço desculpas a vocês por não estar aí. Contudo, o Ademar e toda minha equipe têm respaldo para dar os devidos encaminhamentos à proposta que vocês vieram apresentar. Num futuro próximo, espero cumprimentá-los pessoalmente”.

O vice-prefeito destacou o papel relevante que a Coreia do Sul tem ocupado no cenário geopolítico e cultural nos últimos anos e colocou a administração municipal à disposição dos investidores. “O exemplo de vocês, que deixaram de ser uma nação do ‘terceiro mundo’ há algumas décadas para se tornar numa das mais desenvolvidas deve servir de lição e inspiração para nós. Da nossa parte, também esperamos ensinar alguma coisa”, pontua.

Chan Soo Kim observou que a visita é o primeiro passo de um projeto a longo prazo. “Assim que a comercialização deste produto estiver autorizada, nossa intenção é prospectar, a princípio, grandes produtores e frigoríficos, que fariam a redistribuição a todos os seus cooperados ou integrados. Num segundo momento, queremos fazer em território brasileiro o fracionamento desta enzima, que continuaria sendo importada da Coreia do Sul, mas teria uma entrega direta a produtores de menor porte”, explica. “Toledo foi escolhida para iniciarmos esta estratégia após mapearmos os potenciais que o município possui, com uma grande variedades de culturas pecuárias nas quais o K´Arazayme pode atuar, isso sem falar na alta qualidade de água e solo existente em seu território”, acrescenta.

Em coreano, Sung Hyunkyung destacou os benefícios da biotecnologia para duas questões fundamentais no mundo atual: segurança alimentar e desenvolvimento sustentável. “Além de proporcionar um melhor aproveitamento da ração dada aos animais, aumentando a produtividade no campo e, consequentemente, a oferta de alimentos no mercado, o K´Arazayme pode fazer toda a diferença na piscicultura, atividade na qual a ração desperdiçada acaba estragando e aumentando os compostos orgânicos na água, o que compromete o desenvolvimento de alevinos e peixes adultos, bem como reduz a qualidade deste líquido quando ele retorna para a natureza”, detalha o executivo, que teve sua fala traduzida pelo representante brasileiro do IBK. “Temos aí pontos para os quais há muita gente em busca de meios para se obter o melhor aproveitamento dos recursos naturais e a biotecnologia desenvolvida na Coreia do Sul tem muito a contribuir com soluções que preservam o meio ambiente. É uma semente que estamos lançando agora, mas os frutos virão somente daqui algumas décadas”, acrescenta o executivo, que enfrentou uma viagem de 36 horas para chegar ao Brasil – antes de estar em Toledo, passou por Navegantes, Foz do Iguaçu e Medianeira.

Ao final do ato, Ademar entregou um kit composto por revista institucional, além de cuia de chimarrão e broche com a marca do aniversário de 70 anos do município. A seguir, ele levou a comitiva para conhecer as instalações do Biopark, onde puderam conhecer em detalhes o espaço que melhor traduz a face inovadora e tecnológica de Toledo.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima