Destaque, Notícias, Toledo

Prefeitura irá substituir atual estrutura na Rua dos Pioneiros por uma ponte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Um problema para a região dos Jardins Bressan e César Park será resolvido. A administração municipal, por meio da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural (Emdur), vai substituir a antiga estrutura de manilhas sobre o Rio Toledo, na Rua dos Pioneiros, por uma ponte. O investimento total é de aproximadamente R$ 410 mil e as obras começam na próxima quinta-feira (28).

Conforme o diretor superintendente da Emdur, Ascânio Butzge, no local já ocorreram inundações e a obra era uma solicitação da comunidade. “Há alguns anos tivemos chuvas torrenciais que acabaram por entupir com resíduos essas manilhas (bueiros) que passam por baixo da via. A população teve problemas à época. Já realizamos também algumas obras naquele local para melhorar o fluxo do rio, mas foram intervenções paliativas”, explicou.

Ascânio lembra que agora, a Prefeitura, por meio das Secretarias de Planejamento, Habitação e Urbanismo e de Infraestrutura Urbana e Rural e de Serviços Públicos, vai dar uma solução definitiva. A nova estrutura vai ter 12 metros de comprimento, por 15 metros de largura, melhorando o tráfego de veículos, mas contemplando também pedestres e ciclistas. “Estamos pensando na Toledo do futuro. Sabemos da importância desta via, que faz a ligação do Grande Panorama e parte da Vila Pioneiro, com os Jardins Pancera, Parizotto e os diversos outros bairros e o local merece uma estrutura que suporte o crescimento desta região”, frisou.

A estrutura atualmente instalada, conforme o secretário de Infraestrutura Urbana e Rural e de Serviços Públicos, Maicon Stuani, tem dado vazão ao Rio Toledo, porém existe a preocupação a longo prazo. “A cada dia novos loteamentos são aprovados e novos bairros surgem. As galerias pluviais desses empreendimentos têm seus emissários despejando água das chuvas no Rio Toledo. Aquele local poderá sofrer caso tenhamos grandes precipitações por um tempo mais longo. Estamos realizando uma obra preventiva, pois a ponte terá um grande vão livre, diferente das tubulações instaladas hoje”, comentou.

Rotas alternativas – A previsão é que a remoção das atuais manilhas e a construção da nova ponte demandem aproximadamente 90 dias. “Infelizmente, durante este período, as pessoas que fazem uso deste caminho deverão buscar outras rotas para seus deslocamentos. Sabemos que todas as intervenções geram transtornos, mas neste caso, será para que não ocorram mais prejuízos aos moradores, ou futuramente, tenhamos novos episódios de inundação”, informou Ascânio. Também haverá sinalização na região indicando o fechamento da via.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima