Destaque, Esportes, Toledo

Rotary entrega instrumentos musicais para projeto de capoeira no CEU das Artes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

As aulas de capoeira no CEU as Artes ganharam um reforço na última semana. O Rotary Club Centenário de Toledo doou ao projeto cinco berimbaus gunga, cinco berimbaus médios, quatro berimbaus viola, dez berimbaus infantis, três atabaques, duas congas, dez pandeiros e dez agogôs. O ato foi acompanhado por representantes do clube de serviços, das Secretarias de Esportes e Lazer  (Smel) e de Cultura e alunos.

O idealizador e responsável pelo projeto de capoeira, atualmente bolsista do Programa Atleta na Universidade da Smel, Henrique Laurentino, conta que a musicalidade é a alma da capoeira. “É ela que conduz a roda e para ser um capoeirista, além da destreza corporal, deve-se conhecer e tocar os instrumentos que compõem o conjunto da roda. Os instrumentos recebidos vão permitir a todos os alunos aulas práticas de percussão, o que é de grande importância para o desenvolvimento completo”, explica.

Quem comemorou bastante a chegada dos novos equipamentos foram os participantes das aulas. “É muito bom termos recebido esses materiais. Além de poder aprender coisas novas é uma grande experiência poder tocar um instrumento musical. É um conhecimento que vamos levar para a vida inteira, além de bater palmas e cantar, vou poder manusear um desses instrumentos. Isso é muito legal”, disse Marco Antonio de Oliveira, de 13 anos. “Sem música a capoeira não tem vida”, completou Marina de Abreu Oliveira, a Sininho, de 10 anos.

A secretária de Cultura, Rosselane Giordani, explicou que esta foi a maior doação de instrumentos para o projeto e que o município teria dificuldades em adquirir este tipo de equipamento devido às suas características. “São instrumentos artesanais, de qualidade muito superior aos que conseguiríamos adquirir por licitação. Estamos felizes por termos recebido estes materiais. Fizemos este ato para assinarmos este termo de doação e isso vai ampliar o acesso das crianças e adolescentes a este universo da música”. Rosselane ainda agradeceu a secretária da Smel, Marli Gonçalves Costa, pela parceria e apoio nas atividades esportivas realizadas no CEU das Artes.

As aulas são gratuitas e destinadas a crianças e adolescentes dos  5 aos 17 anos. Atualmente o projeto atende 43 alunos e os encontros acontecem todas às terças e quintas-feiras, em duas turmas. Para crianças dos 5 aos 09, às 18:30, e para crianças e adolescentes dos 10 aos 17 anos, às 19h30.

CEU das Artes – O presidente do Rotary Club de Toledo Centenário, Thiago Assakawa dos Santos, disse que a entrega dos instrumentos proporcionou um momento ímpar para alguns integrantes do clube de serviços. “Eu não conhecia, e muitos integrantes também não, este espaço. Ficamos impressionados com tudo que ele oferece”.

A arrecadação dos valores para a aquisição dos equipamentos, aproximadamente R$ 8 mil, aconteceu por meio de uma gincana interna do Rotary. “Num primeiro momento pensamos em instrumentos diversos, mas em conversa com pessoas que tinham contato com o professor Henrique Laurentino e diante da necessidade do projeto, optamos por atender a capoeira”. Thiago ainda acrescentou que a experiência foi muito boa e deverá promover um estreitamento dos laços entre a família rotária e o CEU das Artes. “Vamos nos aproximar, queremos conhecer ainda mais o que é desenvolvido no local e novas parcerias deverão acontecer”, comentou.

Projeto – O projeto de capoeira é desenvolvido no CEU das Artes desde 2013, por meio de uma parceria entre Grupo Senzala de Capoeira e Secretaria de Cultura. A capoeira é uma prática interdisciplinar que contribui com o desenvolvimento físico, emocional, social, educacional e sociabilidade do praticante. Ela é um movimento de resistência contra a escravidão no Brasil, o negro fez de seu próprio corpo a arma para resistir e lutar, em meio a repressão e perseguição aos negros, quilombolas, e capoeiristas  a musicalidade presente na capoeira além de auxiliar na camuflagem desta luta como uma dança, também tinha o importante papel de passar mensagens como planos de fuga e rebeliões através de suas cantigas.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima