Destaque, Outras Notícias, Toledo

Recuperação de nascente marca o Dia da Água

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Jovens do Florir Toledo, voluntários e gestores de vários órgãos e secretarias públicas uniram esforços para recuperar uma nascente na propriedade da família Bordignon, na Linha São Salvador, interior de Toledo. A ação marcou a passagem do Dia Mundial da Água, comemorado no dia 22 de março desde 1993 por sugestão da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. A cada ano, um novo tema é escolhido, sendo para o ano de 2022, o tema é “Águas subterrâneas: Tornando o invisível visível“.

A nascente recuperada foi na propriedade da família Bordignon, na Linha São Salvador, próximo a Cerro da Lola. Participaram voluntários Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA), Sanepar, Núcleo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Núcleo ODS), Coletivo Educador e Comissão Intersetorial de Educação Ambiental (CISEA). A ação também foi acompanhada pela imprensa local e da Itaipu Binacional.

Durante mais de 40 anos a família Bordignon usou a água dessa nascente, descoberta por acaso. “Uma árvore caiu e no tombo um dos galhos fincou na terra e ali começou a verter água. Desde então, nunca mais secou. O que nós mais precisávamos era da água. Chegamos a ter 450 porcos e umas 30 cabeças de gado usando dessa mina [nascente]. Sem água ninguém vive”, salientou o produtor Jorge Bordignon.

A ação foi conduzida pelos gestores municipais de Educação Ambiental das Secretarias de Educação (SMED) e Desenvolvimento Ambiental e Saneamento (SMDAS). Os investimentos foram custeados por meio do convênio da Linha Ecológica com o Conselho dos Municípios Lindeiros e Itaipu Binacional.

“O trabalho de limpeza é feito com o mínimo de intervenção possível, não mudamos a característica da nascente. Primeiro é feito um trabalho de limpeza, onde são retirados todos os possíveis contaminantes para melhorar o fluxo da água, identificam o olho da água para poder fazer a recuperação e acrescentam pedras que servirão de filtro natural, fazem o encanamento e a proteção no entorno da nascente”, explica o secretário de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, Junior Henrique Pinto.

Os educadores ambientais aproveitaram a presença dos jovens e crianças para realizar uma reflexão sobre os cuidados dos recursos hídricos e a importância da separação do lixo e a diminuição do consumo de bens que podem ser também reciclados, como forma de diminuir o uso da água.

Como reciclar auxilia na preservação da água?

Para produzir um quilo de alumínio gasta-se até 100 mil litros de água. Quando o aço é reciclável, há uma economia de até 76% no consumo de água. Para produzir uma folha de papel gasta-se até dez litros de água. Para produzir um quilo de plástico são necessários 182 litros de água. Isso reforça a necessidade de consumir e separar de forma consciente, desta forma está cuidando da água. Sua atitude faz a diferença.

Essa e outras ações também são divulgadas pelo instagram @secmeioambientetoo.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima