Destaque, Toledo

Hoesp: Governo municipal participa de inauguração de Centro de Parto Natural

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (4) marcou o início de uma nova fase na saúde pública de Toledo e municípios da área de abrangência da 20ª Regional de Saúde (RS). A Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (Hoesp), entidade mantenedora do Hospital Bom Jesus, realizou a solenidade de inauguração do Centro de Parto Natural, estrutura que funcionará 24 horas por dia pelo Sistema Único de Saúde (SUS), dispondo de cinco quartos amplos e individuais, consultório, sala de exame e recepção específicos e área para caminhada distribuídos em 370 metros quadrados.

Ao todo, R$ 558 mil foram investidos na adequação do espaço. Deste total, R$ 23 mil advém de recursos próprios da instituição; R$ 135 mil do Projeto Global Internacional, obtidos pelo Rotary Toledo Integração; e R$ 400 mil do Ministério da Saúde, sendo R$ 250 mil oriundos de emenda parlamentar do deputado federal José Carlos Schiavinato (in memorian). A inauguração foi prestigiada por colaboradores do Bom Jesus e por diversas lideranças locais. O governo municipal foi representado pelo vice-prefeito Ademar Dorfschmidt e pela secretária de Saúde, Gabriela Kucharski.

As obras do Centro de Parto Natural foram iniciadas em 2018 e concluídas no início de 2020 e só não foram inauguradas na época porque foi necessário utilizar o espaço para atender pacientes com Covid-19 que necessitavam de leitos em unidade de terapia intensiva (UTI). Com a redução dos casos graves da doença, o projeto original pôde ser retomado e agora o Hospital Bom Jesus terá capacidade de realizar até 200 partos normais por mês – atualmente, a instituição realiza entre 125 e 150 procedimentos.

Gratidão

As falas das autoridades que integraram a frente de honra da solenidade tiveram em comum o sentimento de gratidão por aqueles que viabilizaram o Centro de Parto Natural. “Estamos honrados em ter em nossas dependências um espaço que vai oferecer muito mais conforto às gestantes de Toledo e dos municípios da 20ª Regional”, destaca Cláudio Tomuo Hayashi. Em um ato de reconhecimento ao esforço empregado pelo poder público municipal na viabilização do Centro de Parto Natural, Ademar convidou diversas autoridades presentes para também fazer parte da frente de honra. “Agradecer a todos os envolvidos neste momento é importante. Afinal, nada mais é sublime que o nascimento de uma criança e este momento que vivemos hoje tem que ser festejado”, salienta. “Fico feliz em ter atuado, ao lado de outras lideranças locais, para tornar o Bom Jesus uma instituição filantrópica, a Hoesp. Se isso não tivesse sido feito lá atrás, em 2010, certamente o hospital estaria hoje de portas fechadas, deixando a população de toda a nossa região desassistida e sem cumprir o nobre papel de salvar vidas, algo que ficou evidente nos piores momentos da pandemia de Covid-19”, recorda.

Emoção

Após o descerramento da placa inaugural, os presentes puderam conhecer as instalações do Centro de Parto Natural, o que fez os olhos de muitas pessoas que sonharam com este momento ficarem marejados de lágrimas. A voz de Thais Pelisson, psicóloga do Bom Jesus, e de Victor Pedroso, que a acompanhou no violão, contribuíram para este ambiente mais emotivo – os dois músicos interpretaram canções que fazem alusão à maternidade e ao desejo na construção de um mundo melhor: “Oração de Bebê” (Bárbara Dias), “Obrigado Mãe” (Cristina Mel) e “A Paz” (Roupa Nova).

Além da tradicional execução do Hino Nacional Brasileiro, o cerimonial contemplou outro momento de profunda emoção e reflexão: um minuto de silêncio em homenagem às vítimas de Covid-19. Até esta quinta-feira (3), 496 moradores de Toledo não conseguiram vencer a batalha contra o novo coronavírus e se juntaram às quase 6 milhões de vítimas que esta doença fez em todo o mundo.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima