Destaque, Toledo

Prefeitura firma contrato para reforma da Biblioteca Pública Municipal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Um dos prédios públicos mais tradicionais de Toledo vai ser revitalizado. No mês de março serão iniciadas as obras que irão modernizar o Centro Cultural Oscar Silva, local que abriga, entre outras estruturas, a Biblioteca Pública Municipal. Os investimentos serão de aproximadamente R$ 1.665.000,00. A assinatura foi realizada na sala de reuniões do Gabinete do Prefeito na última terça-feira (22) e acompanhada por representantes do Executivo e Legislativo Municipal.

A secretária da Cultura, Rosselane Giordani, afirma que o momento era muito aguardado, por ser uma grande conquista da cultura toledana. “A reforma é muito necessária e aguardada. É um prédio construído na década de 1970 cuja última reforma ocorreu em 2002 e, desde então, nenhuma intervenção ou manutenção foi realizada ali. Em 2019 o Corpo de Bombeiros liberou o alvará de funcionamento do espaço desde que o pavimento superior fosse interditado, pois este apresentava problemas na estrutura”, relata.

Rosselane ainda lembra que com essa revitalização, será possível disponibilizar um equipamento público mais seguro, moderno e confortável para usuários e servidores, com acessibilidade, auditório, salas para estudo e de reserva técnica.

Para o prefeito Beto Lunitti, a intervenção contribuirá para a manutenção de importantes registros históricos. “Além de todo nosso acervo literário, outro ponto importante em relação à reforma é que ela nos possibilitará a transferência dos antigos equipamentos do cinema que funcionava no endereço. Agora eles poderão ser retirados e levados ao Museu Willy Barth, uma operação que não foi possível realizar junto com a mudança da sede do Museu”.

Mudança – O prazo para a execução da reforma da Biblioteca Pública Municipal é de 10 meses a contar da assinatura da ordem de serviço. Enquanto os trabalhos da empresa não se iniciam, a equipe se preparou para a mudança para o novo endereço provisório na Avenida Parigot de Souza, 2946, a uma quadra do Parque Ecológico Diva Paim Barth

A primeira etapa foi a suspensão do empréstimo de livros e o encaixotamento dos livros, trabalho iniciado ainda em 2021. Centenas de caixas que guardam o amplo acervo da principal biblioteca da cidade, com cerca de 62 mil volumes – 42 mil acessíveis à população e 20 mil em reserva técnica – já estão prontos para serem transportados para a sede provisória, ação prevista para acontecer em março.

Alternativas – Como o novo endereço da Biblioteca Pública Municipal precisa de alguns ajustes, ainda vai levar algumas semanas para o espaço abrir as portas para o público. Enquanto esse momento não chega, os apaixonados pela leitura não ficarão desamparados. A secretária pede que a população procure e, caso queira levar livros para casa, faça sua carteirinha na Estação da Leitura, dentro do Terminal Urbano, e/ou na extensão da Vila Pioneiro, anexa ao Centro Cultural Ondy Hélio Niederauer – ao todo, estes espaços contam com cerca de 20 mil exemplares à disposição.

“Por todo este tempo em que a unidade do Centro parou de fazer empréstimos e nos últimos dias ficou fechada, ambos os espaços funcionaram e continuam atendendo normalmente. Portanto, todo o nosso planejamento em relação a este momento de transição, está sendo seguido à risca e nossos leitores não estão desassistidos”, destaca.

MAIS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Rolar para cima